GOSTOU DA COMIDA? (Masterchef 2018 Linguagem Corporal – SCAN)

GOSTOU DA COMIDA? (Masterchef 2018 Linguagem Corporal – SCAN)
4.9 (97.14%) 14 vote[s]

Não era nada do que eu imaginei, meu prato – Tá todo mundo empratando já? – Sim Chef – Aonde Rui? Você tá me mentindo! Será que pela linguagem corporal já dá pra saber quem é que vai ganhar num episódio de Masterchef? Hoje vamos analisar o momento em que Paola Carosella avalia o prato de Vinícius no último episódio – A responsabilidade aumentou muito agora – Me conta – O quê? – O quê que você fez, meu filho

– Ah desculpa, eu achei que fosse pra contar outra coisa AU12, cantos dos lábios se esticando e se levantando ainda mais, isso é felicidade genuína "É, bem" Esse não é o sorriso de felicidade, pela falta de sincronia entre a ativação da musculatura facial inferior e superior quando sentimos uma emoção, as contrações faciais são executadas ao mesmo tempo, aqui vemos que ele sorri primeiro, e depois conscientemente, comprime a musculatura dos olhos quando eles já estão fechados, e no sorriso verdadeiro contraímos o orbicular dos olhos juntamente com o zigomático maior, mas nunca fechamos os olhos Essa ação da queda da pálpebra superior é promovida pelo AU43 e não pelo orbicular como o tempo de fechamento é longo, classificamos esse ato como uma não visualização, que juntamente com a cabeça baixa, um potencial indicador de vergonha e negações com a cabeça, podemos alocar esse riso como constrangimento, ao invés de felicidade – Barriga do peixe, e o molho? – O molho fiz um molho

Boca aberta por conta da vocalização, porém temos AU26 + 20, lábios se esticando levemente na horizontal AU5 B, leve elevação da pálpebra superior, isso é uma microexpressão de medo "ficou uma caipirinha um pouco diferente" AU20, 25, 26, 7, 5, 1 e 2, isso é medo Reforçado pelo pitch vocal mais agudo "é uma caipirinha um pouco diferente" sinalizando a presença de adrenalina em sua corrente sanguínea, e pela alteração de peso na coluna mostrando falta de firmeza em sua escolha, provavelmente ele não ficou seguro com essa caipirinha diferente cantos dos lábios esticam e se levantam ainda mais AU12 C, outra microexpressão de felicidade Eu não sei se isso foi consciente ou não, mas uma das maneiras de intimidar uma pessoa, muito utilizada inclusive no método 'Reid' de interrogatórios, é realizar uma pergunta aberta após uma afirmativa ou negativa de seu entrevistado Perguntas abertas geram maior resposta fisiológica do que responder apenas sim ou não, pelo fato de que processar uma pergunta aberta, buscar na memória associações com a resposta criar uma linha lógica entre esses dados e formular a escolha correta de palavras para a resposta gera muito mais esforço do cérebro do que apenas dizer 'sim' Esse tipo de técnica nos permite checar como a pessoa se sente sobre o tema da pergunta, enquanto busca sua resposta como por exemplo, ao afirmar que a caipirinha está diferente e ser questionado 'por quê' podemos ver novamente canto dos lábios esticados na horizontal, músculo platisma do pescoço tensionado, juntamente com olhos arregalados: medo além da pausa e da pontada inesperada, inesperada realçando a tensão muscular nas pernas o que novamente é um indicador de medo Aqui poderíamos inferir que o maior receio de Vinícius não era quanto ao prato, mas sim ao seu acompanhamento: a caipirinha "crosta que seja fácil de tirar" Podemos ver a falta de firmeza das pernas de Vinícius um outro sinal de ansiedade e insegurança – Você molhou o sal grosso? – Eu molhei com ovos – Você molhou o sal grosso? – Eu molhei com ovos Embora ela já estivesse com a musculatura superior tensionada, podemos observar que a parte superior da íris fica mais visível E a linha da pele da pálpebra superior fica mais fina, o que evidencia o AU5, elevação da pálpebra superior e na região da testa podemos observar aprofundamento das rugas horizontais e leve elevação nas sobrancelhas essa foi uma microexpressão de surpresa "trouxe muitas ousadia, ao se arriscar fazer um prato" Aqui temos mais elevação dos cantos dos lábios, o que novamente é uma expressão de felicidade genuína indicando congruência dela para com Vinícius provavelmente, olhar um pouco mais pra cima poderia acalmar Vinícius ao conferir as microexpressões de felicidade de Paola em sua direção O simples fato de obter mais conhecimento pode às vezes, nos livrar de problemas que à primeira vista são pequenos mas que podem render grandes dores de cabeça Acesse o site metaforandocom para estudos mais aprofundados no campo das análises de linguagem corporal Muito obrigado por você que assistiu o vídeo até aqui Se você quiser fazer pedido de alguma análise, escreve aqui nos comentários Se você quiser acompanhar o que eu leio e estudo me segue no Instagram Se quiser praticar exercícios diários de linguagem corporal curta nossa página no Facebook meu nome é Vitor Santos e esse foi mais um vídeo do canal Metaforando Um abraço e até a próxima