EMOÇÕES são assim mesmo? (Divertidamente)

EMOÇÕES são assim mesmo? (Divertidamente)
4.8 (95.22%) 226 vote[s]

Por acaso as emoções são homenzinhos pequenininhos que moram aqui na nossa cabeça e quando eles apertam o botãozinho a gente muda o comportamento? Por falar em emoções elas se resumem apenas cinco? Vamos ver quais são as principais diferenças e semelhanças entre o filme Divertidamente e as emoções na vida real Em 2015 foi lançado o maravilhoso filme da Pixar "Inside Out" dirigido por Peter Docter e com o título 'Divertidamente' no Brasil *Esse é o 'Medo', ele é muito bom em manter a Riley em segurança* O filme trata sobre a vida emocional da garotinha Riley Andersen, de 11 anos de idade enquanto ela se muda de Minnesota para São Francisco e todas as mudanças envolvidas né, estar numa cidade nova, fazer amigos novos, se apresentar na frente de uma sala quando você não conhece ninguém, aquela ansiedade de ser aceita ou não por outras crianças, por outras pessoas né, enfim, todo esse processo de mudança Os protagonistas do filme são a Riley, a garotinha, e as cinco emoções que habitam dentro da cabeça dela né, as emoções seriam: raiva, nojo, medo, tristeza e felicidade

lembrando que a felicidade, "Joy", é emoção predominante em Riley né, ela é uma criança que sempre está feliz lá sempre dá risada, ela pega uma situação negativa e tentar fazer daquilo uma coisa boa então a emoção felicidade seria emoção carro-chefe, da personalidade da nossa garotinha Riley né, e como nós sabemos hoje em dia, pesquisas recentes mostram que é possível você ter um comportamento padrão, mais voltado, mais tendencioso para uma das emoções né, mas lembrando que todo ser humano precisa, necessita, tem necessidade genética e biológica de sentir todas as emoções, não só emoções positivas Inclusive o próprio filme Divertidamente faz essa crítica, ao terminar o filme você percebe que se você tentar viver apenas uma vida feliz, no fim das contas o que mais acontecer com você, é sofrer Então é humanamente obrigatório que você sinta todas as emoções Ponto positivo pro filme por afirmar isso daí "Ah e Vitor, por quê que ser feliz o tempo todo é uma coisa ruim?" Basicamente as emoções, como o próprio filme mostra, não são meras coisinhas, que a gente pode escolher o que a gente quer sentir ou não Primeiro as emoções são instintivas né, isso também é mostrado no filme as emoções tomam atitude primeiro, elas ativam a cascata hormonal e comportamental delas, e só depois o comportamento muda, você não racionaliza e fala: "vou sentir uma emoção" E basicamente pra você poder sobreviver você precisa experiênciar todas as emoções, todas

Todas! Por exemplo a felicidade, ela vai estimular que você repita atitudes prazerosas como por exemplo sexo, comer, quando você libera hormônios como por exemplo dopamina, endorfina e serotonina, enfim, e a condição psicológica é de que aquilo é legal e que você deve continuar naquele sentido, daquilo que você está fazendo E no caso a raiva, tem a função ativa de nos colocar numa posição de ataque, seja para defender algo que é nosso, seja para defender uma ideia, para ir atrás de algo, fazer algo como "putz, aquela pessoa fez isso pra mim, eu vou provar pra ela e ela tá errada" A raiva te coloca nessa condição ativa, que você não vai ter a felicidade Não vai, você não vai ficar feliz de falar: "ok agora eu quero bater, eu quero proteger" A tristeza por sua vez, vai te colocar numa condição mais vulnerável, uma condição que você precisa de ajuda você vai ficar uma condição, em que você, automaticamente, vai se aproximar de pessoas Porque essa é a função psicológica da emoção tristeza, é te colocar na posição de ser ajudado vulnerável, frágil, então esse é um ótimo ponto do filme porque ele aborda exatamente isso A Riley só consegue amadurecer, evoluir e passar pelos transtornos de mudar de uma cidade para a outra quando finalmente ela aceita todas as emoções, e ela para de suprimir e tentar ser apenas feliz

A pesquisa da Pixar para fazer esse filme, se deu entre os produtores do filme, 'Inside Out' (Divertidamente) e o 'Paul Ekman Group', pra quem não sabe quem é Paul Ekman ele é basicamente o pai da nossa ciência, é o principal expoente aí, nos tempos recentes que ainda está vivo ta um senhorzinho de 85, 86 anos de idade, se não me engano e é o principal desenvolvedor e pesquisador da teoria das emoções conforme a gente conhece hoje né, cientificamente validado e também do único método de análise da expressão facial que é o FACS, modelo taxonômico da expressão facial O cara é foda! E cara a pesquisa deles foi impressionante, a Pixar mandou 'benzaço' sabe, Vários conceitos que a gente aprende sobre a emoção, a própria expressão facial da Riley quando ela sente determinada emoção, bate ó, bonitinho! Lá quando você vai estudar tipo raiva, vai fazer o que baixar a sobrancelha, elevar a pálpebra inferior, é maravilhoso eles acertarem a expressão facial porque quando você pega um cara que vai modelar ou fazer design de personagem e ele não entende de expressão facial, de transmitir tipo, um sorriso verdadeiro sai uma coisa psicótica, tipo o sorriso do Dollynho ISSO Isso não é um sorriso verdadeiro, nem fodendo, isso é um sorriso do capeta! tá então: Pixar, mais um ponto para vocês "As emoções apertam um botãozinho e a gente altera todo o nosso comportamento?" Outro ponto positivo para Divertidamente, é retratar exatamente isso, As emoções têm controle sobre o nosso corpo! Infelizmente elas têm A partir do momento que você fala: "Hmm, Estou com raiva, estou puto" você já sentiu a emoção, a emoção já foi, E agora você está sob efeito de uma coisa chamada sentimento Que você está racionalizando, conforme Ekman nos diz em Emotions Revealed, nós temos protocolos padrão de comportamento para cada emoção

O que isso significa? Cada emoção, tem tipo assim um banco de dados no seu cérebro, de como o seu corpo deve responder em determinada situação, por exemplo, um animal vindo em alta velocidade na nossa direção, você vai ativar o protocolo da emoção medo, Sempre Acabou! Outro ponto retratado no filme é o seguinte, as emoções meio que "printam" o significado de cada uma delas, raiva, medo, felicidade, em uma memória e aquela memória é uma memória de longo prazo e vai ficar marcada por aquela emoção, então nós temos memórias felizes, memórias tristes etc, Mas basicamente o processo de uma memória infere o seguinte: Captação: quando você está captando né, "printando" aquele momento na sua mente, você tem que ser apto a captar, para poder gerar uma memória, tem pessoas que têm problemas na própria captação sensorial, a pessoa não consegue fazer a comunicação de uma memória nova, por exemplo, a síndrome de HM Codificação: ou seja, quais os códigos, qual a maneira que eu vou guardar essa memória, vai ser um dia, que teve um cheiro de uma pessoa que ficou perto de mim, ou seja teve impressão tátil e teve a impressão visual, pois eu vi essa pessoa, eu beijei ela teve a impressão do paladar, enfim, vai ser mais um ponto a codificação Armazenamento: que é a minha capacidade de reter essa memória, por exemplo, transformar ela numa memória de longo prazo: como que foi, eu tava feliz, tava triste, armazenou e por último temos a Decodificação: de quando você volta e reacessa essa memória e você decodifica aquilo que você armazenou É importante dizer que uma memória nunca vai voltar do mesmo jeito que ela foi armazenada A gente pode facilmente adicionar um detalhe, remover uma ou até mesmo trocar as pessoas e situações e até mesmo o evento envolvido Primeiro erro e discrepância do filme é que não são cinco emoções assim as emoções que nós temos atualmente em estudos são: Surpresa, tristeza, felicidade, raiva, medo, nojo e desprezo São essas sete emoções aí E aqui a gente tem uma coisa, que pouquíssima gente sabe, o personagem tristeza no filme Divertidamente correlacionando com o que se tem de estudos, sobre a emoção tristeza, ele foi criado, o designe dele de maneira incorreta Como o próprio Paul Ekman retrata, numa entrevista que ele deu no New York Times e o Paul Ekamn foi o principal consultor pro filme Divertidamente e ele mesmo fez esta crítica, basicamente a tristeza é retratada com um personagem preguiçoso, fica jogado no chão a felicidade tem que arrastar ela pela mente da Riley ali

Como a gente sabe né, tem estudos hoje em dia relacionando a tristeza, a emoção tristeza, com alto índice de resposta corporal, isso acontece porque quando a pessoa está passando pela tristeza vai ficar numa posição frágil, só que ela precisa geralmente responder a perda a perda de um parente, a perda de um emprego, a perda de uma vida, de um estilo de vida, enfim, pra pessoa poder responder à perda, a emoção tristeza vai fabricar e hormônios para que a pessoa, o corpo da pessoa se coloque no estado de responder, de mudar, de sair, de ficar frágil também, aquele tipo de comportamento, de ficar tipo largado, deitado, de não querer fazer nada, só chorar estaria associado mais ao transtorno de humor chamado, depressão E outro ponto interessante que a gente vê no filme ali, é o seguinte quando você luta contra a tristeza né, o que pode criar ali, algumas situações de raiva, a raiva é a principal opositora da tristeza, não a felicidade Muita gente fala, "uma pessoa que não tá triste, está feliz" Não! Uma pessoa que não está triste, ela vai ficar com raiva, porque a raiva é emoção que te coloca numa condição ativa e a emoção que te dá a sensação de estar fazendo algo, pra remendar aquela perda né, reparar aquela perda que causou tristeza, a gente vê isso em Divertidamente, a Riley, ela perde o padrão de vida dela, tinha amigos, tinha o clube Hóquei dela, os pais tinham uma condição melhor, e tal, quando ela se muda pra essa casa nova, que está tudo um pouco mais difícil e ela não tem ninguém pra ajudar ela então ela fica triste primeiro, e logo em seguida ela fica com raiva, raiva, raiva, o nojo em excesso né, a nojinho também aparece bastante no filme, o nojo em excesso, uma das leiras de nojo em excesso, é o ódio Bom galera esse vídeo vai ficar por aqui, espero que vocês tenham gostado, se vocês não assistiram Divertidamente, assistam, sério, assista é um puta filme se bem que a Pixar não faz filme ruim, então Pixar, tá! "Nhaa filme da Disney" Pixar em parceria com a Disney, o filme é da Pixar

Deixa aqui nos comentários algum outro filme que aborde, principalmente as emoções, e que vocês gostariam que eu falasse aqui Se inscreve no canal, porque senão você não vai ver nada do que eu tô falando, eu vou ficar triste, depois vou ficar feliz Espero que vocês tenham gostado, meu nome é Vítor Santos, eu vou ficando por aqui Muito obrigado, valeu!