Cocielo se arrependeu? (Linguagem Corporal – SCAN)

Cocielo se arrependeu? (Linguagem Corporal – SCAN)
4.7 (94.06%) 64 vote[s]

"Meu intuito nunca foi ofender ninguém e quando eu vi que estava ofendendo" Recentemente o youtuber brasileiro Julio Cocielo, recebeu pesadas críticas nas redes sociais por conta de um comentário em seu twitter sobre o jogador negro da França, Mbappe ao ser acusado de racismo, Julio alegou que a piada em questão era em relação à velocidade, e não à cor do jogador e apagou seu comentário Porém, após ter vários tweets antigos repostados, a grande maioria deles com o conteúdo também discriminatório Julio Cocielo decidiu se explicar em um pedido de desculpas Será que ele se arrependeu mesmo? Vamos ver o que sua linguagem corporal nos mostra "To aqui consciente do meu erro, não quero tentar ter razão, ou querer debater pela razão em cima de alguma coisa que realmente eu não tenho razão nenhuma" Ele inicia sua fala com um balançar constante, seguido de lábios separados pela vocalização porém temos canto dos lábios esticados no horizontal pelo músculo risórios, queda da mandíbula: isso é medo Juntamente com 'Turtle effect', a famosa tensão nos ombros Esses indicadores realçam seu estado de ansiedade em lidar com essa pauta, o que é uma reação padrão em uma situação como essa "meu erro, eu não quero

" Assimetria na linha do lábio pelo AUL14, isso é desprezo "meu erro não quero tentar ter razão ou querer

" Novamente assimetria por conta no músculo bucinador do lado esquerdo do rosto: desprezo "uma coisa que realmente não tenho razão nenhuma" Aqui vemos congruência com ênfase no tônus muscular utilizado para realizar essa negação com a cabeça, seguida de avanço corporal Em Cinésia avanço está associado à concordância É interessante observar a ausência de expressões negativas como nojo ou desprezo, quando ele diz que está errado "To aqui consciente do meu erro não quero tentar ter razão ou querer debater" Porém como o próprio Ekman diz em 'Telling Lies': "e pela razão em cima de alguma coisa que" Aqui vemos incongruência, na movimentação de cabeça entre afirmar e negativar, indicando uma dúvida, Logo antes de sua negação congruente, podemos observar um micro 'shrug' no ombro direito, um potencial sinal de incerteza no que disse "tentar ter razão ou querer debater pela razão, em cima de alguma coisa que realmente não tenho razão nenhuma" Juntando esses sinais de incongruência, com sinais congruentes e expressões de desprezo podemos supor que ele esteja projetando emoções de desprezo para si E que talvez ainda esteja confuso sobre toda a repercussão de seus atos "por hora e eu fiz um comentá

" Assimetria no lábio pelo AUL14, desprezo Novamente uma expressão de desprezo quando ele verbaliza algo relacionado à si: seu comentário, seu erro "tário muito zuado" Músculo bucinador contraído do lado esquerdo: desprezo "

muito mal explicado" Novamente assimetria facial pela AUL14, desprezo Essa alta freqüência de desprezo, pode ser vista como um 'hotspot' de Cocielo, para com o seu comentário Hotspot é uma emoção associada à determinado estímulo, para determinada pessoa No caso de Cocielo, aparenta ser seu comentário, um motivador da emoção de desprezo, o que poderia ser visto como um desprezo projetado para si "e gerou toda" Boca aberta pela verbalização, porém temos unidades de ação muscular 16, 20 e 25: isso é medo "essa confusão que você ta vendo" Compressão palpebral, sobrancelhas elevadas, porém com tensão entre elas, evidenciada pela saliência de pele na região labelar e na região medial das sobrancelhas: raiva Juntamente com tensão nas mãos, um gesto emblemático de clemência Seguido de: AU20, 25, 26 e AU1+2 +4 + 5, novamente medo

Nesse 'cluster' podemos identificar o chamado, medo de repreensão social como já foi evidenciado aqui no canal na análise de Donald Trump e sentimentos elevados da raiva pela repercussão dessa situação, porém em análise de conteúdo verbal, segundo o método SCAN de Avinoam Sapir: ambigüidade na escolha de palavras, pode estar associada à incerteza no testemunho Cocielo diz: "Eu fiz um comentário muito zoado" "comentário muito zoado" ele não se refere ao seu comentário como discriminatório "muito mal explicado e gerou" Aqui, além do agregador verbal na letra "e", para formular uma frase com maior potencial de aceitação e da pausa subseqüente Cocielo diz: "toda essa confusão" sem especificar sobre a situação, ou sobre racismo Esses dois potenciais indicadores, podem evidenciar que ele não concorda 100% com a ideia de que ele fez um comentário discriminatório "e quem me ensinou isso foi minha mãe, e eu me sinto envergonhado em ter decepcionado ela" contração unilateral do músculo bucinador do lado direito: desprezo Juntamente com cabeça baixa e olhos projetados para baixo, uma postura popularmente associada à vergonha Vale ressaltar que não há uma expressão facial universal para vergonha embora estudos associem cabeça baixa e projeção da coluna para frente, ao sentimento de vergonha "ensinou isso foi minha mãe" AU15, 16 e 17 uma expressão verdadeira de tristeza corroborado pela alteração do pitch vocal, por conta da tensão na musculatura vocal "nhado em ter decepcionado ela, eu entendo completamente" Shrug no ombro esquerdo, negação com a cabeça, quebra da linha de base do tempo verbal, aqui e fala mais rápido "

eu entendo completamente" E quebra da tonalidade, aqui Cocielo fala num tom mais agudo, evidenciando a presença de hormônios como a adrenalina em sua corrente sanguínea, tensionando a musculatura de suas cordas vocais e por fim seu fluxo de piscadas aumenta muito nesse trecho, conforme já evidenciei na análise do ex-presidente Lula fluxo de piscadas nesse contexto, é outro indicador de alto estresse emocional, conforme explicado também por Pamela Meyer em Lie Spotting esses indicadores podem sinalizar incerteza sobre o que está sendo falado A vergonha é um sentimento diretamente relacionado à moral do ser humano, estudos descrevem sobre as principais maneiras de lidar com a experiência de vergonha, por exemplo o direcionamento de raiva para terceiros culpando-os por gerar esse sentimento em nós e há a maneira adaptativa de lidar com a vergonha, no qual o indivíduo experiencia tristeza, raiva, e projeta isso para si tem uma experiência desprazerosa, geralmente ampliada por causas sociais, e se motiva a reparar seu erro Aqui temos sinais incongruentes de Cocielo em relação à repercussão da situação, não evidenciando clareza em seu posicionamento porém vemos claramente o desprezo do mesmo associado ao seu comentário e potencialmente projetado para si Muito obrigado por você que assistiu o vídeo até aqui Se você quiser fazer pedido de alguma análise, escreve aqui nos comentários Se você quiser acompanhar o que eu leio e estudo me segue no Instagram Se quiser praticar exercícios diários de linguagem corporal curta nossa página no Facebook Meu nome é Vitor Santos e esse foi mais um vídeo do canal Metaforando Um abraço e até a próxima